Follow by Email

sábado, 23 de agosto de 2008

23.08.2008

PENSAMENTO

Será um «sim» tão penetrantemente
sentido como um «não»?
(…)
De repente a percepção
de que tudo parece residir no intervalo
onde se confrontam alma e coração
paixão e entrega
vontade e aprazimento.
Onde «não» invoca a dor inextinguível
entre a expectativa e a consumação.
E «sim» conclui todos os anseios…
menos a própria realização!
(…)
E o amor é tudo o que rodopia
na emoção contida entre as duas palavras.
FERNANDES, Júlio A. B. — 2008

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo